InovaçãoAITransformação Digital

Como as seguradoras apostam na Inteligência Artificial

A transformação digital segue crescendo em ritmo exponencial, de tal forma que a tendência é que, cada vez mais, as empresas adotem tecnologias disruptivas, como a Inteligência Artificial (IA)

Tanto por meio da implementação de ferramentas que otimizem os processos diários, quanto transformando o relacionamento com o consumidor ou soluções que tragam mais segurança na análise de dados.

De acordo com o Gartner, até 2023, 80% das empresas que usam Inteligência Artificial (IA) alcançarão pelo menos uma melhoria de 25% na receita de satisfação do cliente ou cortes de custos. Além disso, a expectativa de investimentos e gastos com TI para 2020 é de US$ 3,9 trilhões

A tendência então é que aplicações em Inteligência Artificial, IoT, Big Data e Analytics cresçam e melhorem tanto a capacidade de decisão e gestão quanto o desenvolvimento de novos produtos e serviços. Esse é um motivo convincente para o mercado de seguros investir na transformação digital.

Na verdade, a tecnologia para seguros já vem sendo incorporada pelo setor, para a realização de várias tarefas, como atendimento ao cliente, cotação e emissão de apólices. Existem muitos exemplos de como as seguradoras de todo o mundo estão implementando a Inteligência Artificial para melhorar seus resultados, bem como a experiência do cliente. Também existem inúmeras startups que fornecem soluções de Inteligência Artificial para seguradoras e clientes. 

Acompanhe a revolução que acontece no setor.

Crescimento de seguros com IA

De acordo com a Juniper Research, com a Inteligência Artificial o valor dos prêmios de seguro contratados suplantará US$ 20 bilhões até 2024, muito acima do US$ 1,3 bilhão previsto em 2019. A razão para este crescimento serão os processos de contratação mais simples e rápidos, além da redução nos custos operacionais. 

A pesquisa "Insurtech: Impact Assessments, Insurer Readiness & Market Forecasts 2019-2024", aponta que a eficiência na contratação será proporcionada pelo aumento da utilização de redes de telemática e soluções de gestão de Internet das Coisas nos setores automobilísticos, residencial, vida e seguro de saúde. 

A previsão é que as receitas globais de telemática de comunicação subirão para US$ 5,4 bilhões até 2024. Este incremento será devido ao apoio de OEMs (Original Equipment Manufacturer, em português Fabricante de Equipamento Original) nas estratégias para carros conectados. 

Tendências de IA para os líderes de negócios

A Inteligência Artificial pode ajudar a automatizar processos de trabalho intensivo, levando a custos mais baixos e economia de tempo. Também pode ser usada para entender melhor os clientes. Por meio dela, as empresas analisam os dados sobre os clientes e prevêem seu comportamento, entendem suas preferências e otimizam ofertas de preços e produtos.

Entre as maneiras pelas quais a IA vai gerar economia para operadoras, corretores e segurados, aproveitando as transformações no setor estão:

  1. Preço da política comportamental: Os sensores onipresentes da Internet das Coisas (IoT) fornecerão dados personalizados para as plataformas de preços. Isso ajudará os motoristas mais cautelosos a pagarem menos pelo seguro do automóvel, conhecido como seguro baseado no uso. Além disso, pessoas com estilo de vida mais saudável pagarão menos por seus seguros de saúde;
  2. Experiência do cliente e personalização da cobertura: A Inteligência Artificial proporciona uma experiência de compra automatizada contínua, graças aos chatbots que extraem dados geográficos e sociais dos clientes para interações personalizadas. As operadoras também oferecem aos usuários cobertura personalizada para itens e eventos específicos, o chamado seguro sob demanda;
  3. Solução de sinistros personalizada e mais rápida: Interfaces on-line e reguladores de reivindicações virtuais tornarão mais eficiente a liquidação e o pagamento de sinistros após um acidente. Ao mesmo tempo, vão reduzir a probabilidade de fraude. Os clientes também poderão selecionar quais prêmios serão usados ​​para pagar suas indenizações, o chamado seguro ponto a ponto (P2P).

Como implementar um projeto de IA

Para iniciar um projeto de Inteligência Artificial, as empresas de seguros devem considerar alguns fatores. Entre eles podemos destacar:

  • Promover mudança cultural

O mercado segurador precisa combinar a forma certa de usar os sistemas de Inteligência Artificial, que eliminam todo o trabalho manual e repetitivo de contratação de seguros e processamento de sinistro, ao contato humano. Também pode melhorar o relacionamento entre a seguradora e seus clientes. 

  • Sistemas interconectados

Algumas seguradoras possuem vários sistemas de contratação protegidos por silos, o que inviabiliza obter informações úteis com base nos dados. Por isso, para que a Inteligência Artificial funcione, é preciso que estes sistemas estejam conectados entre si. Da mesma forma ocorre com a IoT, que já está produzindo amplos volumes de dados sobre os quais as seguradoras podem extrair um perfil mais profundo de seus clientes.

  • Ética nas empresas 

Segundo o relatório da Chatbots Magazine, a adoção de chatbots está crescendo e cerca de 80% das empresas devem implementá-los ainda em 2020.

Isso aumenta a preocupação com a ética na utilização de Inteligência Artificial.  Apesar da normatização existente como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GPDR) na Europa e a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil, é preciso discutir o uso consciente dos dados.

As empresas precisam discutir como estas novas novas tecnologias devem ser implementadas. São temas como a privacidade e propriedade dos dados, a transparência das empresas quanto ao uso e os limites das aplicações e quando eles são ultrapassados e geram abuso.

Outra preocupação é como evitar que os chatbots reproduzam comportamentos discriminatórios e preconceituosos. Como a tecnologia assimila informações a partir de interação, devem ser criados gatilhos para discernir o certo do errado. Os serviços cognitivos precisam ser capazes de atuar de forma que atenda a todos os cidadãos de maneira igual, sem distinção.

Para acompanhar as novidades da Inteligência Artificial com a transformação digital no mercado de seguros, continue seguindo o Trends.