InovaçãoSegurosHackaton

HACKA GR1D: maratona no Recife fomenta inovação no mercado de seguros

A transformação digital vem gerando impactos e trazendo avanços para vários setores. Enquanto as empresas apostam em diferentes ferramentas e iniciativas visando à inovação, os profissionais de áreas de como tecnologia, marketing e design buscam contribuir para o sucesso desses projetos. Neste contexto, os hackatons surgem para aproximar organizações e pessoas com ideias inovadoras.

Para participar desse movimento, a GR1D Insurance promoveu a primeira edição HACKA GR1D, no Porto Digital, no Recife (PE), nos dias 13 e 14 de julho. O evento é um marco que incentiva inovações revolucionárias no mercado de seguros, acelerando a transformação digital.

Quer conhecer os principais destaques? Continue a leitura desse artigo! 

#1 Desafio lançado em uma maratona de pura inovação 

Com o objetivo de buscar novos modelos de comercialização de seguros, por meio do uso de diferentes soluções da plataforma de negócios da GR1D Insurance, o evento mobilizou profissionais de diferentes áreas. 

Além de desenvolvedores, participantes com experiência em marketing, design/UX, engenharia e negócio também contribuíram. O desafio do hackaton foi lançado para 59 participantes, que formaram doze equipes, e trabalharam incansavelmente ao longo de 36 horas de maratona.

Para eles, a missão era apresentar de que modo as ferramentas de back-end, como as APIs do marketplace da GR1D, que têm papel decisivo para a elaboração de soluções de front-end que têm potencial para atender às principais demandas do ecossistema de seguros.  

#2 Preparando-se para o desafio! 

Para dar início à maratona, a programação do primeiro dia do evento (13/07) foi dedicada à integração dos participantes e a formação dos times. Esse primeiro momento proporcionou networking para todos os envolvidos!

No mesmo dia, as rodadas de mentoria movimentaram o Centro de Convenções da Accenture, parceira na realização do evento. Foram mais de 60 rodadas, com a participação de 30 mentores nas áreas de indústria de seguros, tecnologia e uso de APIs. Tudo pensado para a partir de uma perspectiva que visa acelerar o processo de transformação digital do ramo de seguros.

Além dos 20 mentores da GR1D, outros 10 também orientaram os participantes. As empresas Cesar School, Porto Digital, Grite Consultoria, Softex e Databizz indicaram mentores ‘feras’ em negócios, tecnologia e seguros. Juntos, eles formaram um grupo de mentoria poderoso, que ofereceu todo o suporte aos maratonistas no desenvolvimento dos projetos.

Guga Stocco, Fundador da GR1D, despertou o olhar inovador dos maratonistas do evento com a palestra “Por que não é tão fácil inovar?” Além disso, outro ponto alto do hackaton foi a exibição do vídeo da Accenture.

Projetado em uma parede cênica, com cubos de diversos tamanhos que destacavam as imagens, o material abordou a importância da transformação digital e da evolução da tecnologia.

A Accenture foi outra parceira de destaque do HACKA GR1D Recife, destacando-se, mais uma vez, pelo tradicional apoio na promoção de eventos que tenham como foco a inovação.  

#3 Hora de produzir soluções inteligentes

O segundo dia do evento foi dedicado, de fato, ao desenvolvimento dos projetos. Foram horas intensas dedicadas a interações, trocas de experiências, compartilhamento de ideais e, principalmente, produção de soluções e serviços focados no mercado de seguros. 

Os times buscaram soluções criativas e inovadoras, em uma disputa acirrada, no intuito de elaborar a melhor solução para apoiar à comercialização de seguros. Os maratonistas construíram e apresentaram os protótipos desenvolvidos ao júri.

Além disso, eles também participaram de oficinas tanto de pitch como de revisão de códigos. Uma programação marcada por muito aprendizado!

#4 Projetos inovadores e resultados expressivos 

Depois de uma jornada intensa de estudo, colaboração, criatividade e troca de experiências, os maratonistas construíram soluções inteligentes. Afinal, foram 36 horas seguidas dedicadas exclusivamente à criação e apresentação de um projeto inovador. 

Por fim, o último desafio era cativar os jurados e, com isso, levar para casa o grande prêmio do HACKA GR1D! E aí, curioso para saber quem levou a melhor?

Embora muitos projetos tenham se destacado na edição HACKA GR1D Recife, o time Segurou, formado por Ingrid Santos (publicitária), Guilherme França (designer gráfico/UX), Jurandir de Castro (desenvolvedor), Mário Barbosa (designer gráfico/UX) e Rafa Prado (desenvolvedor), conquistou o primeiro lugar.



Além de serem campeões em inovação do HACKA GR1D, cada um dos maratonistas ganhou um iPhone XR.

O projeto apresentado pela equipe foi uma plataforma para avaliação e contratação de seguros para veículos seminovos, que funciona mesmo antes da compra e utilizou APIs de enriquecimento da Big Data Corp e da Union Solutions para a busca e integração de informações. 

A proposta é simples: conectar o comprador ao corretor, estimulando o autosserviço para assim transformar a experiência de novos clientes ao adquirir seguros.

Na plataforma Segurou é possível encontrar recursos como simulação e comparação direta entre os valores de seguro; autovistoria, que proporciona autonomia para o cliente fazer o processo via smartphone e contato direto com corretores credenciados e cadastrados, prontos para fechar negócio.

Já o segundo lugar ficou com o time Vally. A equipe, composta por Samuel Mataraso (desenvolvedor), Pedro de Souza Neto (desenvolvedor), Evelyn Silva (marketing), Jorge Salvador Filho (designer/UX) e Jamilli dos Santos (analista de sistemas), teve como premiação fones de ouvido JBL.

Juntos eles desenvolveram a Vally, uma plataforma que usou as APIs da Mongeral (seguros) e da Big Data Corp (enriquecimento de dados) para conectar motoristas de aplicativo.

O objetivo é oferecer serviços de seguro que mais se encaixam à sua realidade, de maneira simples e flexível. Caso aconteça um acidente, por exemplo, o motorista pode se recuperar tranquilo e assegurado até estar pronto pras próximas corridas.

A parte mais interessante é que os times vencedores pretendem levar à frente os projetos! Tanto que os planos são de transformar as ideias em empresas, verdadeiros negócios que prometem grande sucesso.

Renato Terzi, CEO da GR1D, afirma que “foi incrível ver as soluções que os 12 times conseguiram desenvolver em apenas 36 horas. Os times foram muito criativos ao potencializar ainda mais o uso das APIs oferecidas às empresas do setor de seguros pela plataforma da GR1D” e acrescenta: “Já estamos ansiosos para as próximas edições!”

Quer conhecer a história dos participantes do HACKA GR1D Recife? Continue acompanhando o blog.