Open InsuranceInovaçãoHackaton

HACKA GR1D RJ segundo quem esteve lá

Foram 36 horas ininterruptas de imersão em um ambiente criado exclusivamente para o desafio de desenvolver e entregar soluções prontas, operacionais e criativas para o mercado segurador.

E novamentee o HACKA GR1D foi um sucesso! Os participantes deram tudo o que tinham de melhor para, juntos, debaterem, dividirem experiências e conhecimento e inovarem mais uma vez o dia a dia de quem vende e compra seguros no Brasil.

É claro que tudo isso só foi possível por conta do marketplace de APIs da GR1D Insurance. Para a Fabiana Bergamin, head de negócios da empresa, “estes hackatons são a materialização de todo o poder da plataforma da GR1D”.       

Segundo Allan Flavio da Silva, um dos participantes da segunda edição do HACKA GR1D, “A plataforma da GR1D resolve um problema que nós sempre tivemos durante as hackatons. A gente precisava pensar em toda a estrutura do back-end, pensar em toda uma solução tecnológica para algo que sempre esteve ali, na nossa cara, com as empresas que a gente precisava. Hoje [a GR1D] reuniu tudo isso num só local, então a gente tem muito mais tempo para focar no negócio, na solução que é pedida no hackaton”. 

E ele ainda complementa: “A minha experiência tem sido incrível até o momento, estou gostando bastante de como tudo está sendo organizado, desde a comida até a preparação dos mentores para nos ajudar. Eles estão bem atentos e sempre que a gente precisa de ajuda… Eu precisei de alguns suportes, com fontes de computador, etc. e sempre fui ajudado, então eu estou gostando bastante da estrutura.”

A seguir, confira mais alguns depoimentos de quem esteve presente no evento para entender mais um pouco sobre tudo o que aconteceu!

Guga Stocco, fundador da GR1D 

“Qual o objetivo de tudo isso? Trazer cinquenta jovens de perfis diferentes para falar de seguro. Na verdade a gente está criando o primeiro Open Insurance, a gente ouve muito falar da revolução do Open Banking, mas e o Open Insurance, que é muito mais poderoso? Então nós estamos trazendo as APIs das principais seguradoras e o futuro do seguro está sendo desenvolvido aqui, agora, nas mãos desses jovens.” 

[No HACKA GR1D] “A gente ensina as pessoas a criarem ideação, fazer os hackatons e os times podem criar seus produtos muito rápido. Então eu diria que o futuro está só começando, tem muita coisa ainda que está por vir. A GR1D está aí abraçando tudo isso, consolidando e construindo o futuro da internet.”

Renato Terzi, CEO da GR1D

“Acho que a gente conseguiu, mais uma vez, provar o propósito da GR1D. Conseguimos entregar dez soluções finalizadas, operacionais e muito criativas que essa galera desenvolveu durante o final de semana com muito aprendizado da parte deles. Eram pessoas que não tinham muito conhecimento de seguros e que conseguiram entregar, 36 horas depois, soluções realmente efetivas e que podem ajudar muito a indústria de seguros.”

Fabiana Bergamin, head de negócios da GR1D 

“O hackaton para a GR1D é super relevante porque é a forma unir os fornecedores dos serviços, as seguradoras, as empresas de tecnologia que trazem serviços - que podem auxiliar todo este segmento - e os usuários. São os times que se formam e que conseguem vislumbrar uma série de soluções juntando todos estes serviços. Então, dentro desses times, tem tanto pessoas de negócios quanto os desenvolvedores, que quando olham a nossa plataforma, realmente veem o poder que a gente disponibiliza e tudo o que a gente tem de mais poderoso, que são as APIs e a forma com que a gente estrutura esta plataforma.” 

Alfredo Lalia, jurado

“Eu quero primeiro dizer que é um prazer imenso. A gente pôde ver os jovens trabalhando 36 horas direto, querendo aprender e fazer coisas diferentes. Minha primeira impressão é que a gente pode acreditar nesse país, que as pessoas, quando são chamadas, trabalham, fazem e criam diferente. Então é um prazer enorme estar aqui, eu aprendi muito com os dez grupos, foi muito difícil fazer a escolha depois.Os jurados acabaram escolhendo dois projetos que que tinham mais viabilidade, oportunidade de seguir em frente, mas todos são vencedores.”

“As pessoas que zero conheciam de seguro ao iniciar, mostraram soluções diferentes e que a indústria não está acostumada a ver. Isso contribuiu para a gente pensar um pouco diferente, sair daquela coisa mais tradicional de seguradora, de corretor… Eles trouxeram uma dinâmica bastante criativa utilizando ferramentas que já existem, como o grupo vencedor, que trouxe o conceito de crowdfunding, de vaquinha virtual, para dentro do negócio de previdência. A gente acaba aprendendo também, com ideias mais conectadas com a realidade da sociedade.” 

Diago Savio Sucar, integrante da PIG (equipe vencedora) 

“Esta iniciativa é fundamental para conhecer pessoas, problemas e praticar tudo o que a gente vai aprendendo. É uma oportunidade incrível para aplicar tudo isso para desafios reais e trazer soluções que realmente vão impactar a sociedade. A GR1D se consolida como uma empresa inovadora e está atenta ao momento que o mercado segurador vive, e a criação destes hackatons dialoga com a busca de respostas para os atuais desafios que irão desenhar o futuro.”  

Gabriel Malheiros, participante

[O evento] “Foi legal, foi meu primeiro hacka. Achei a iniciativa da GR1D muito bacana. Não ganhei, porém os dois projetos que ganharam foram muito massa. Saio feliz e melhor do que entrei porque consegui gerar um produto para um público que eu escolhi.”

Se você gostou deste conteúdo e tem interesse em se atualizar ainda mais no mundo da tecnologia para o mercado de seguros, continue lendo os Trends da GR1D Insurance!