InovaçãoAPISegurosTransformação Digital

Integração de sistemas: o gerenciamento de APIs pode ajudar muito

A demanda pela integração de sistemas é cada vez mais alta. Empresas de diferentes segmentos, que buscam oferecer serviços de alto valor agregado para seu clientes, precisam garantir a conexão com outros parceiros e aplicativos. Com as seguradoras não seria diferente. Elas adotam o uso de API para garantir o acesso dos segurados às melhores funcionalidades e recursos.

Neste contexto, o uso de API de integração é indispensável. Isso porque esse tipo de interface de aplicação torna possível entregar para os clientes muito mais do que eles esperam. A verdade é que o valor das APIs é gigantesco! 

Contudo, à medida que o uso delas aumenta, é importante que as empresas usuárias da tecnologia compreendam o que é gerenciamento de API, por que ele é importante e como devem procurar implementá-lo.

Somente ao entender essa prática e definir os princípios básicos de gestão de API, as seguradoras passam a ter condições de indicar os requisitos e necessidades para a integração de sistemas. Desse modo, torna-se mais fácil, inclusive, buscar soluções que possam otimizar o gerenciamento de API.

Quer saber mais sobre a importância desse processo? Continue lendo o artigo! 

A importância de gerenciar as APIs

Basicamente, o gerenciamento de API  consiste na supervisão das interfaces de programação de aplicativos (APIs) em um ambiente seguro e escalável. Por meio dele, as organizações que publicam ou utilizam uma API conseguem monitorar o ciclo de vida da interface e garantir que as demandas dos desenvolvedores que usam a API sejam atendidas.

Para viabilizar a integração de sistemas e garantir que as APIs sejam usadas de maneira adequada, o sistema de gerenciamento de API é fundamental porque garante documentação completa, níveis mais altos de segurança, testes abrangentes, controle de versão de rotina e alta confiabilidade. Ou seja, atende todos os requisitos essenciais para os projetos baseados em software que usam API de integração.

Em suma, o gerenciamento de API é a prática que uma organização implementa para fazer uma gestão completa das APIs que elas expõem, garantindo que sejam consumíveis e seguras e se mantenham disponíveis para os consumidores, seguindo as condições acordadas nos termos de uso da API.

As vantagens de gerenciar

O gerenciamento de API é a melhor estratégia para administrar, proteger, mediar, analisar e expandir um programa de API. A integração de sistemas e aplicativos se torna viável e segura a partir da implantação das melhores práticas de uso de APIs. Veja, a seguir, as principais vantagens de investir em uma política consistente de gestão de interfaces de aplicação.


  1. Com o gerenciamento de API, é possível proteger as interfaces contra acesso e ameaça não autorizados.
  2. A gestão adequada permite mediar os serviços e APIs existentes para formatos fáceis de usar, simplificando a manipulação para os desenvolvedores.
  3. Ao fazer o gerenciamento de API é possível avaliar constantemente a infraestrutura da API, para que ela seja capaz de suportar a capacidade de escalar do protótipo ao uso viral.
  4. Com esse tipo de gestão, é possível ter acesso às métricas de análise de API, que orientam as operações de TI, os desenvolvedores e a condução dos negócios.
  5. Por meio de um gerenciamento adequado, é possível incentivar o uso de API de integração pelos desenvolvedores. À medida que eles ganham produtividade, as APIs de destacam no mercado

Como funciona o gerenciamento de API

Para fazer um gerenciamento de API assertivo, o ideal é contar com uma solução que seja capaz de apresentar o ciclo de vida do uso da API. Desse modo, é possível garantir um acesso simples e fácil aos dados corporativos e contribuir para a otimização da criação de aplicativos e da integração de sistemas. Veja, a seguir, 4 componentes importantes para a gestão de API:

Design e Catálogo

Este é o repositório central no qual devem constar todas as APIs disponíveis e categorizadas como REST ou WSDL e por diferentes formatos. Somente com um catálogo completo e detalhado, os desenvolvedores têm acesso a uma plataforma que permita encontrar não só a API como também a documentação necessária para o seu uso. 

API Gateway

Uma boa solução de gerenciamento precisa dispor do API Gateway, componente que torna o tráfego de dados seguro dentro da plataforma. 

Os gateways de API gerenciam conexões seguras, recebendo as solicitações dos clientes e encaminhando cada uma delas para o microsserviço apropriado, a fim de determinar o melhor caminho usando de firewalls e outras camadas de segurança. Portanto, um gateway é indispensável para interações seguras. 

Portal da loja / desenvolvedor

Para completar a estrutura, outro componente é o portal de desenvolvedor de API, que visa incentivar os profissionais a criar, descobrir, consumir, construir e testar APIs. É possível construir um portal interno e disponibilizar as APIs para o público externo.

O portal para desenvolvedores de API geralmente inclui recursos de gerenciamento, check-in / check-out, documentação, pesquisa, leitura, tentativa e uso. Além disso, é importante ter um espaço para perguntas frequentes, artigos e fóruns de mensagens.

Google Analytics

O Analytics é um dos componentes que pode ajudar uma empresa no gerenciamento de API. Por meio da análise, é possível monitorar as métricas de uso de várias maneiras, melhorar o desempenho da API, solucionar problemas e até atrair os desenvolvedores para o aplicativo ideal. Tudo isso permite a tomada de decisões mais assertivas para facilitar a integração de sistemas e o uso das APIs

O mercado oferece vários programas de análise para gestão de API, como, por exemplo, a Plataforma de API do Google Apigee e o Gerenciamento de API do Azure.

Monetização

A monetização é o processo que irá permitir à empresa obter receita a partir da oferta de suas APIs. A Amazon, por exemplo, monetiza suas APIs por seus serviços IaaS / PaaS e muito mais. 

Portanto, além de desenvolver a API e mantê-la em execução, é preciso elaborar um modelo de negócios com metas de monetização. 

Tecnologia dá suporte para o gerenciamento de APIs

Para fazer um gerenciamento de APIs com segurança e eficácia, é possível contar com a ajuda da tecnologia. O marketplace de APIs da GR1D Insurance é a ferramenta perfeita para fazer o gerenciamento de todos os processos relacionados à estruturação das APIs. Isso porque elas já estão prontas e disponíveis na plataforma, com a documentação completa. É só escolher a API ideal para o projeto e consumi-la. 

Quer saber mais sobre a importância das APIs para a integração dos sistemas? Continue acompanhando o Trends!