O que é?InovaçãoTransformação Digital

Know your customer: saiba quem é o seu cliente

Com a incorporação das novas soluções tecnológicas e o avanço da transformação digital, empresas de todas têm conseguido melhorar a experiência do cliente (user experience), mas não apenas isso. 

As instituições bancárias e seguradoras, por exemplo, também vêm investindo alto em segurança, com processos como o Know Your Customer (KYC). Essa é uma das principais tendências em seguros.

Por meio deste processo, as companhias podem verificar se os clientes são, de fato, quem dizem ser. E por mais óbvio e simples que possa parecer, vale destacar que esse controle é um grande avanço. Isso porque dessa maneira as instituições podem se blindar contra possíveis fraudes, bem como proteger seus segurados.

Quer saber mais sobre esse conceito? Avance na leitura deste artigo!

1. O que é KYC

A verificação KYC trata-se de um processo obrigatório de identificação e verificação da identidade do cliente. Normalmente, o cliente precisa cumprir esta etapa para abrir uma conta corrente, por exemplo. Além disso, periodicamente,a seguradora pode solicitar uma KYC para confirmar a identidade do cliente. 

Esse é um processo fundamental que permite verificar se as informações de login dos seus clientes são consistentes, bem como garantir que seus clientes sejam, de fato, quem eles afirmam ser.

Portanto, para manter relacionamento com qualquer instituição, as pessoas precisam atender aos requisitos mínimos de KYC.

Na prática, o processo inclui:

  • Verificação de carteira de identidade; 
  • Verificação de rosto;
  • Verificação de documentos, por exemplo, comprovante de endereço;
  • Verificação biométrica.

2. Porque o KYC é tão importante

Para as seguradoras, os procedimentos de KYC são capazes de fornecer a certeza de que os clientes são reais, permitindo que eles conheçam o perfil de cada um, avaliando e monitorando os riscos envolvidos na relação. 

Desse modo, a verificação Know Your Customer viabiliza a prevenção e a identificação de crimes, tais como:

  • Lavagem de dinheiro;
  • Financiamento ao terrorismo;
  • Outros esquemas de corrupção ilegal.

A partir do cumprimento dos critérios de KYC, instituições bancárias e seguradoras contribuem para diminuição dos casos de lavagem de dinheiro, evitando fraudes, bem como seus possíveis impactos. 

Sabendo da importância desse processo para o mercado segurador, vale destacar que a responsabilidade da conformidade da verificação KYC é de cada instituição. 

3. Como funciona o KYC?

Na prática, as companhias de seguros realizam as verificações KYC usando uma fonte independente e confiável de documentos, dados ou informações.  Para que possam fazer a checagem da autenticidade dos dados, as organizações exigem que cada cliente forneça credenciais para provar a identidade e o endereço. 

Desse modo, é preciso pensar sempre em como tornar o acesso simples para o usuário, a partir da perspectiva do user experience,  e a verificação fácil para a empresa.

A biometria, por exemplo, é uma das tecnologias usadas no processo de KYC para agilizar e garantir mais segurança ao reconhecimento do perfil do cliente.

Em 2018, a Rede de Execução de Crimes Financeiros dos EUA (FinCEN) incluiu um novo requisito ao processo de know your customer para as instituições bancárias. Elas devem checar a identidade de pessoas físicas de clientes de entidades legais que possuem, controlam e lucram com a abertura de novas contas.

Ou seja, sempre que uma empresa corporativa abre uma nova conta, ela deve apresentar números do Seguro Social e cópias de um documento com foto e passaporte para seus funcionários, membros do conselho e acionistas.

É mais uma etapa de KYC que garante uma nova camada de proteção aos processos de verificação das instituições bancárias e seguradoras.

4. Qual a relação com a lavagem de dinheiro?

Os procedimentos adotados na estratégia de Know Your Customer garantem às seguradoras a confirmação precisa, que pode ser feita a qualquer tempo, da identidade e da atividade do cliente. Além disso, é possível conferir ainda se há sentido na origem e na movimentação de recursos dos clientes.

Desse modo, o KYC se consolida como uma das práticas mais importantes

para prevenir crimes como a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo.

A partir da definição de regras e procedimentos adequados o know your customer permite que as seguradoras mapeiem e conheçam a origem do patrimônio e dos recursos financeiros dos seus clientes.

Sendo assim, com a adoção dos procedimentos de KYC e a melhoria da experiência do usuário (user experience), as instituições têm os recursos e dados que precisam para manter um relacionamento adequado com os clientes. 

Desde o momento da compra de um seguro, passando pela manutenção e o monitoramento dos segurados,  as companhias obtêm todos os dados que precisam daqueles que pretendam utilizar os produtos e serviços. 

É por isso que esse processo já se consolida como uma das principais tendências em seguros. Afinal, ele otimiza as rotinas de relacionamento com o cliente e ainda ajuda a prevenir qualquer tipo de fraude como lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo ou quaisquer outras atividades ilícitas.

Quer acompanhar o movimento de transformação digital no mercado de seguros? Acesse sempre o Trends!