InovaçãoTransformação Digital

O crescimento do mercado de healthcare e serviços de telessaúde

A aceleração da transformação digital, desencadeada pela pandemia do novo coronavírus, tem sido um tópico constante de discussão entre diversas mídias. O fato é que apenas o uso das tecnologias emergentes permite a inovação em seguros e healthcare que beneficia tanto a sociedade atual.

Os seguros de saúde têm se apoiado no uso inteligente da tecnologia para prevenir e fazer diagnósticos mais rápidos. Além disso, a telessaúde, sempre vista com desconfiança, acabou se tornando o centro das atenções, principalmente nos tratamentos de saúde mental e da mulher.

A forma com que a medicina sempre foi exercida está mudando, e os enormes investimentos em startups de healthcare, que totalizam US$ 101 bi, comprovam 

esta realidade.

A seguir, vamos mostrar a importância das iniciativas de transformação digital no mercado de cuidados com a saúde e apontar quem são as novas empresas que estão usando a tecnologia para apoiar os pacientes. 

Pandemia incentiva investimentos em healthcare

Como seria enfrentar a pandemia sem a ajuda da tecnologia? Certamente a paralisação da economia seria completa, pois, sem internet, o home office seria impossível. O isolamento social seria total, sem videochamadas ou chats para manter a comunicação em dia. 

Provavelmente, o número de mortes seria ainda maior, porque os diagnósticos seriam mais lentos. Além disso, o medo de contrair o vírus faria com que pessoas com outras doenças evitassem ir até os hospitais. Tudo isso sem contar com o prejuízo da saúde mental de quem vive em meio a tanta insegurança. 

É claro que esta realidade está longe de ser a atual e a transformação digital tem sido essencial nas mais diversas instâncias. A plataforma de terapia on-line Vittude é um exemplo de uso de tecnologia no auxílio à saúde mental e notou um crescimento de 800% apenas durante a pandemia. 

Muitas companhias de seguros de saúde têm inserido a telessaúde entre seus serviços. A Amil notou um aumento de 6 vezes na procura por atendimento a distância apenas nos dois primeiros meses da pandemia. Para a SulAmérica, este número foi 15 vezes maior do que nos meses anteriores.

O fato é que, independentemente da área, a tecnologia é fundamental nos tratamentos simples e monitoramento de sintomas, evitando sobrecarga nos hospitais e mantendo os pacientes protegidos mesmo sem sair de casa.  

Além disso, as startups com iniciativas em telessaúde têm sido outro ponto alto na área de healthcare. Apoiadas financeiramente por empresas de outros setores  interessadas na área de saúde, as healthtechs conseguem fornecer, para as companhias que oferecem seguros de saúde, tratamentos e diagnósticos precisos e inovadores, mesmo a distância. 

Esta tendência de suporte financeiro de players de fora do ecossistema de saúde mostra uma tendência futura em que gigantes da tecnologia irão desempenhar um importante papel na criação e implementação de futuras iniciativas de saúde. 

Vamos mostrar agora quais são as startups de healthcare e o que elas estão trazendo de inovação em seguros

Conheça as startups de telessaúde mais disruptivas do momento

Com base no relatório State Of Healthcare Q1’20 da CB Insights, vamos listar as 8 iniciativas mais inovadoras do momento.  

Telepharmacy Alto

A Alto Pharmacy opera uma plataforma de varejo on-line para medicamentos controlados. Com entrega gratuita no mesmo dia, a empresa fornece suporte farmacêutico 24 horas por dia, 7 dias por semana, e ajuda os clientes a encontrarem os preços mais baixos. Além disso, funciona por aplicativo ou telefone e ainda oferece parcerias com médicos, empresas e seguros de saúde.

Karius 

Karius é uma empresa de ciências biológicas focada no tratamento de doenças infecciosas por meio do sequenciamento de DNA livre de células microbianas. Os testes de biópsia líquida da Karius ainda utilizam algoritmos de aprendizado de máquina para ajudar os profissionais da área a fazerem diagnósticos mais rápidos e precisos e definirem o melhor tratamento para o paciente.  

Lyra

A plataforma da startup Lyra conecta empresas a terapeutas, coaches de saúde mental e programas personalizados de terapia digital. O objetivo da empresa Lyra Health é encontrar o melhor cuidado para o bem-estar mental e emocional dos funcionários. 

Hinge Health

A Hinge Health é a primeira clínica digital do mundo para cuidados musculoesqueléticos, sobretudo dor nas costas e articulações, em todas as fases, desde a prevenção até o pós-cirurgia. 

De acordo com o site da empresa, os tratamentos tradicionais mostram bons resultados a longo prazo. Porém a maioria dos pacientes não recebe os cuidados de que precisa e acaba recorrendo a cirurgias eletivas e medicamentos. A empresa, então, combina terapia de exercícios guiada por sensores com coaches de saúde para possibilitar fisioterapia ou reabilitação em casa.

Element Science

A Element Science usa aprendizado de máquina para projetar dispositivos médicos vestíveis. Seu principal produto é um desfibrilador portátil que previne a Morte Cardíaca Súbita (MSC), causa de 325 mil mortes por ano apenas nos Estados Unidos. A missão da empresa é criar dispositivos wearables eficientes no tratamento e monitoramento de doenças cardíacas, mas de maneira que os pacientes não lembrem que estão sendo monitorados.

A Element planeja usar os US $ 145,6 milhões de sua terceira rodada de financiamento para investir em testes clínicos adicionais e esforços de maior comercialização do seu dispositivo. 

Outset Medical

A Outset Medical desenvolveu uma máquina de diálise que purifica sua própria água e gera dialisato. Seu objetivo é ajudar os pacientes a administrarem seus tratamentos em qualquer local. O Tablo Hemodialysis System da Outset tem como objetivo reduzir os custos para os provedores de diálise e melhorar a experiência de atendimento aos pacientes.

Oxford VR

A empresa Oxford VR oferece uma plataforma de realidade virtual validada clinicamente para tratar pacientes em busca de tratamentos de saúde mental. Sua missão é fornecer tratamentos psicológicos baseados em evidências usando tecnologia de imersão de última geração.

Em julho de 2019, a Oxford VR firmou parceria com o National Mental Health Innovation Center (NMHIC) para realizar testes pilotos. A primeira rodada de financiamento da empresa será usada para expandir a prestação de serviços pelos Estados Unidos. 

Mammoth

A Mammoth desenvolveu uma plataforma de diagnóstico molecular baseado no sistema CRISPR, que analisa pequenas porções do DNA bacteriano compostas por repetições de nucleotídeos. Segundo a empresa, este método revolucionário retorna resultados ilimitados em uma hora e não requer equipamentos caros ou eletricidade.

Como vimos durante o post, a transformação digital tem sido essencial para que a sociedade e todo o ecossistema de saúde sobrevivam à pandemia do novo coronavírus com o máximo de apoio, conforto e bem-estar. Se este conteúdo foi interessante e você quiser conferir mais sobre o uso de tecnologia em healthcare, acesse os Trends da GR1D Insurance!