InovaçãoTelemáticaSegurosTransformação Digital

Telemática é sinônimo de inovação no mercado de seguros

Em tempos de transformação digital, as empresas precisam estar, cada vez mais, prontas para oferecer as melhores experiências aos clientes. Essa dinâmica de mudança necessita, principalmente, inovar e repensar as estratégias. 

É importante oferecer serviços diferenciados, como também uma experiência interativa. No mercado de seguros, principalmente os de automóveis, uma das inovações tecnológicas que visam oferecer inovação, informação e comodidade ao consumidor é a telemática. 

Entenda o conceito da telemática no mercado de seguros

O termo telemática refere-se a tecnologias usadas para coletar informações de veículos e transmiti-las sem fio a sistemas externos. 

Ao contrário do método tradicional de medir como um motorista dirige: usando informações associadas à idade do motorista, sexo ou estado civil a telemática possibilita uma nova modalidade de seguro, baseada no uso (UBI, na sigla em inglês). Ele usa o comportamento real de quem dirige para determinar um prêmio mais preciso e justo.

A tecnologia mais comum em telemática são as caixas pretas instaladas nos veículos dos clientes. Elas são equipadas com um sistema de GPS, um sensor de movimento que fornece informações sobre o impacto no carro (por exemplo, como resultado de um acidente), um cartão SIM para transmissão de dados e um software que controla como os dados são transmitidos e analisados.

E o mundo da tecnologia de telemática continua a evoluir. Agora, as seguradoras estão aproveitando os smartphones para obter uma imagem precisa de como seus clientes dirigem. E por que não? Os smartphones são essencialmente computadores de alta tecnologia que praticamente todos carregam consigo em todos os momentos.

Além do fato de que praticamente todo mundo tem um, os smartphones são equipados com sensores que dão aos provedores de seguros acesso a medidas como distância percorrida e velocidade. Eles podem até mesmo ajudar a determinar quem está dirigindo (o proprietário do veículo ou outra pessoa).

Como o potencial da telemática pode ser usado pelas seguradoras

Pensando no cenário acima, a utilização de telemática no mercado de seguros pode ser o diferencial necessário para alavancagem de uma seguradora. É um novo caminho de precificação, por exemplo. O seguro baseado em uso supera os modelos tradicionais, uma vez que mede os padrões atuais de direção, em vez de olhar para o histórico de toda uma massa de usuários.

Conheça outras maneiras de utilizar essa tecnologia possibilitada pela transformação digital:

1 - Aprender mais sobre os clientes

Ao instalar uma caixa preta ou usar um aplicativo para smartphone enquanto dirige uma seguradora é capaz de, em poucos dias, ter um cenário bastante preciso do comportamento de condução de um cliente. A velocidade em que dirigem, como fazem curvas ou freiam, quando dirigem e para quais lugares.

Essas informações são úteis tanto de maneira individual como coletiva. Ao coletar todos os dados relacionados a um grande grupo de clientes, as seguradoras podem começar a entender como os motoristas se comportam em determinados momentos do dia, em ambientes metropolitanos ou rurais. E tudo é capturado e analisado em tempo real.

Permite também verificar quem realmente representa uma ameaça para os outros motoristas, dando como opção aumentar os prêmios desses clientes. E, ao mesmo tempo, reduzir os de motoristas mais seguros.  

2 - Ter excelente custo-benefício

Os smartphones oferecem às seguradoras acesso barato e fácil a uma grande quantidade de dados precisos, ajudando-os a oferecer opções de seguro baseadas no uso para regiões e pessoas que antes não estavam familiarizadas com a tecnologia. 

3 - Estar à frente dos competidores 

No final, a telemática permite que as seguradoras criem preços e prêmios mais competitivos, dando-lhes uma vantagem sobre outros provedores de seguro automotivo. 

A coleta de uma grande quantidade de dados permite que as companhias de seguros tenham a oportunidade de ver como sua estrutura de preços será construída e alterada ao longo do tempo.

Benefícios para o segurado

Já deu para perceber que a utilização da telemática no mercado de seguros é uma via de mão dupla capaz de trazer vantagens também para os segurados. Confira, abaixo, algumas delas: 

1- Recompensas:

Ao se inscrever em um programa que usa telemática, o usuário concorda em permitir que o dispositivo ou aplicativo envie essas informações para a companhia de seguros. Em alguns casos, se os dados mostram que se pratica uma direção segura, ele poderá ter descontos no seguro ou ganhar recompensas por ser um bom motorista. 

2- Feedbacks de condução personalizados:

Os dados de telemática podem fornecer informações úteis sobre os hábitos de direção. Por exemplo, gravar o número de quilômetros dirigidos, sua velocidade e a rapidez com que uma frenagem é realizada. Esses sistemas também analisam a hora do dia em que se dirige. 

Alguns programas permitem rastrear os dados coletados sobre os hábitos de direção. Essas informações podem ajudar o motorista a se tornar mais consciente e seguro.

A telemática, na prática, no mercado de seguros

The Co-Operators

O programa UBI, lançado pela seguradora canadense The Co-Operators, é uma solução de telemática que usa dados em diferentes pontos de sua cadeia de valor. Nas interações com os clientes, a empresa aprimorou o processo de gerenciamento de solicitações e oferece aos usuários serviços extras com a ajuda dos dados coletados (como assistência na estrada). 

A operadora também fornece uma experiência móvel na forma de um aplicativo, onde é possível ver as pontuações finais pela direção e receber treinamentos específicos.

NYCM

A seguradora americana NYCM introduziu um programa inovador chamado inControl. Os motoristas e pais de adolescentes podem usar o inControl para receber alertas por e-mail ou texto para monitorar frenagens bruscas ou acelerações, excesso de velocidade, tempos de direção não autorizados e locais de direção não aprovados. 

A solução também apresenta uma funcionalidade que treina o motorista adolescente. Ao inscrever-se no programa, os condutores recebem descontos pela participação sobre o seu prêmio nos primeiros 12 meses. 

Bradesco Seguros, Sul America e Liberty

As seguradoras brasileiras Bradesco Seguros, Sul America e Liberty também utilizam a telemetria. Ao instalar os aplicativos, inclusive disponíveis para não clientes, o motorista tem monitorados os horários de utilização do veículo, uso do celular ao volante, velocidade e frenagens.

A partir de uma medição do risco de sinistros, os segurados podem economizar na renovação com base em seu comportamento de condução.

A telemática é um tema interessante, disruptivo e tem um grande potencial de utilização no mercado de seguros. Quer saber mais sobre temas que envolvem a transformação digital no setor? Então continue lendo o Trends!